Conheça nosso blog
20Fev
mesa de pebolim

Saiba 5 curiosidades sobre a mesa de pebolim

A popularidade da mesa de pebolim é inegável. Presente em bares, salas de jogos e até em escolas para o momento de intervalo entre as aulas, a modalidade possui regras oficiais e torneios. No Brasil, existe a Confederação Brasileira de Pebolim. Todavia, ela recebe diferentes nomes dependendo da região do país, o que também afeta o próprio jogo. Entretanto, a mesa de pebolim é essencial para qualquer salão de jogos. Por isso, a Baby Heróis separou algumas curiosidades sobre um dos nossos brinquedos mais nostálgicos: o totó. Confira!

Saiba 5 curiosidades sobre a mesa de pebolim

Seu nome varia em todo o mundo

Um dos seus primeiros nomes surgiu na Espanha, um dos locais que solicitam a sua invenção, sendo chamado de Futbolim. Quando chegou no Brasil, na década de 50, o esporte tornou-se conhecido como Pebolim (pé + bolim).

Ainda no Brasil, ao chegar no Rio de Janeiro, recebeu a nomenclatura de Tok, tok, devido ao barulho que se ouvia do jogo. Em seguida, foi abreviado para Tótó. Nacionalmente, a mesa de pebolim ainda recebe mais nomes como Cacau e Fla-Flu, dependendo da cultura da região. Pebolim, totó, pacau e futebol de mesa são os mais famosos nomes que este jogo recebe no país.

Há exemplos de outros países, como na França, onde o jogo se chama Babyfoot. Em Portugal, a mesa de pebolim é chamada de matraquilhos ou matrecos. Já na região do Porto apelida-se o jogo de “perceberitos” e na Região Autónoma da Madeira o esporte é chamado de “roleta”, por causa dos movimentos de rodar.

Confira outros nomes relacionados a mesa de pebolim:

mesa de pebolim em diferentes países

– Na Espanha, utiliza-se o termo “futbolín”.
– Na Argentina, o jogo chama-se “metegol”.
– Nos Estados Unidos, o jogo é chamado de “foosball”, termo criado a partir da palavra alemã Fußball (que significa futebol).
– Na Itália se utiliza os termos: “calcio balilla”, “Calcino” ou “Fubalino” (que traduzindo significa: futebolzinho) e “pincanello”.
– Na França, o jogo é popularmente conhecido como “baby-foot”.
– Na Alemanha, chama-se “Tischfußball”, literalmente “futebol de mesa” ou “Tischkicker”.

Todo o cuidado é pouco para não confundir o uso do termo futebol de mesa com o futebol de botão, que também é conhecido no Brasil pelo nome de “futebol de mesa” e conta, inclusive, com federações estaduais que utilizam esse termo.

A sua origem ainda é discutida

O país de origem da mesa de pebolim é um ponto que definitivamente causa discordância. A história da paternidade do invento é discutida desde os anos 30 até hoje.
A disputa é entre os espanhóis e alemães, sendo Alejandro Campos Ramirez o espanhol. Ele defende ter criado o jogo inspirado no tênis de mesa, em 1936, em um hospital, enquanto se recuperava de um trauma causado por uma bomba na guerra espanhola.

No caso dos alemães, a criação fica por conta do Broto Wachter, que diz que em 1930 já comercializava a mesa de pebolim. O modelo do alemão era todo em madeira com sacos atrás dos gols que seguravam a bolinha.

Competições nacionais

Competição de mesa de pebolim

Os torneios oficiais de mesa de pebolim é algo bastante recente no Brasil. O primeiro torneio foi realizado pela ABP (Associação Brasileira de Pebolim), no ano de 2008. A disputa ocorreu nas categorias Individual e Duplas, seguindo este formato até o ano de 2010.

Já em 2011, a ABP (Associação Brasileira de Pebolim) lançou um torneio com diversas categorias: Individual Open, Duplas Open, Sênior (para maiores de 50 anos), Júnior (para menores de 18 anos) e Feminino. Recentemente, ainda houve a estreia da 2ª divisão na categoria Individual Open.

Não existe um campeonato mundial de mesa de pebolim, entretanto, alguns torneios americanos reúnem participantes de todo o mundo. O pagamento chega até 130 mil dólares em prêmios. O Brasil nunca venceu um desses grandes torneios internacionais. Os países que mais se destacam são Estados Unidos, Alemanha, França e Japão.

O jogo possui várias jogadas polêmicas

Existem alguns mitos e verdades acerca da disputa em uma mesa de pebolim. Por exemplo, nas regras oficiais, a saída no meio, ou ‘’com efeito’’, nem existe. Quando acontece um gol, o jogo recomeça com a bola na defesa do time que levou o tento.

Tal como ocorre no início. A diferença é que os dois times disputam a posse de bola no cara-ou-coroa. Girar a barra da mesa também não é permitido em jogos oficiais. A mão do jogador não pode sair da manopla, permitindo apenas um giro de 360 graus. Quando ocorre a irregularidade, a bola passa para o adversário. Ele pode colocá-la na sua defesa ou no pé de um de seus jogadores na região da falta.

Pebolim de mesa nos Estados Unidos

mesa de pebolim nos EUA

Os americanos chamam o nosso mesa de pebolim de ‘’table soccer’’. No caso dos ingleses chamam de table football. Existem outras nomenclaturas, assim como no Brasil, como: footzy, foosball, baby-foot ou kicker.

Já a mesa de pebolim pode ser chamada de table football table, table soccer table, foosball table, etc. Entretanto, existe uma grande variação de mesas, e normalmente são chamadas pelo nome próprio da marca como Bonzini, Tornado ou Tecball.

Os jogadores de cada time são geralmente chamados de foosmen, no plural. Porém, ao se tratar de apenas um jogador (um bonequinho), dizemos foosman. Caso você deseje conhecer mais sobre a federação que organiza campeonatos,, acesse o site da International Table Soccer Federation.

Curtiu saber mais sobre a história de um brinquedo que está na história da infância da maioria dos brasileiros? Continue acompanhando o blog da Baby Heróis. Somos uma empresa especialista em aluguel de brinquedos infláveis e jogos de alta tecnologia. Trabalhamos para todo o Rio de Janeiro, com brinquedos sempre em ótimo estado de conservação, além de termos uma equipe humanizada e atenciosa. Nosso extenso catálogo de brinquedos conta com atividades como pula pula, fliperama, air game, touro mecânico e muito mais! Se você possui interesse em contratar brinquedos para a diversão do seu evento, como o famoso totó ou outros brinquedos, entre em contato conosco!

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags